RESUMO DA SEMANA: Descubra tudo o que aconteceu nessa semana com Lauren e Fifth Harmony

Mais um resumo da semana para vocês!

Segunda-feira (11)

Na madruga de domingo (10) para segunda, Lauren se juntou à Halsey para mais uma performance de “Strangers” no #Kiss108JingleBall, em Boston.

Mais tarde, Fifth Harmony também subiu ao palco para um apresentação no evento.

Você pode conferir a matéria completa sobre ambas as apresentações aqui.

Saíram duas entrevista da Lauren nos bastidores do #Z100JingleBall, uma para o repórter do Madison Square Garden (onde ocorreu o evento) e outra para o Access Hollywood. Você pode conferir ambas aqui:

A história de Keaton Jones, do Tennessee nos Estados Unidos, viralizou na internet. A mãe do menino publicou um vídeo onde ele conta que sofreu bullying na escola. O relato emocionado do garoto chamou a atenção de pessoas do mundo todo para este assunto.

Keaton: “Somente por curiosidade, porque vocês fazem bullying? Qual é o sentido disso? Porque vocês acham graça a em descontar em pessoas inocentes e encontrar um jeito de ser malvado com eles? Isso não está ok.”
Mãe: “O que eles disseram para você?”
Keaton: “Eles tiram sarro do meu nariz. Eles me chamam de feio. Eles dizem que eu não tenho nenhum amigo.”
Mãe: “O que eles fizeram com você no almoço?”
Keaton: “Derramaram leite em mim e colocaram presunto na minha roupa. Jogaram pão em mim.”
Mãe: “É só com você?”
Keaton: “Sim”
Mãe: “Ou tem outras crianças que se sentem da mesma maneira?
Keaton: “Eles dizem isso para outras crianças também.”
Mãe: “Como isso te faz sentir?”
Keaton: “Eu não gosto que eles façam isso comigo. E eu, com certeza, não gosto que eles façam isso com outras pessoas, porque não é aceitável! Pessoas que são diferentes não precisam ser criticados por isso. Não é culpa deles. Mas se estão zoando você, apenas não deixe isso te incomodar. Apenas mantenha-se forte, eu acho… É difícil. Mas… Isso irá, provavelmente, melhorar um dia.”

Vários artistas se comoveram com a história de Keaton e usaram suas redes sociais para mostrar suporte ao garoto. Lauren foi uma e em Instagram, juntamente do vídeo, ela publicou:

“Tanto amor por essa linda alma aqui. Seu coração é tão lindo e o fato de que tantas pessoas estão entrando em contato para que você saiba como você é lindo traz esperança ao meu coração você é a esperança nessa escuridão, Keaton. Nenhum humano merece sentir-se desvalorizado pelas coisas que não consegue controlar, até mesmo pelas coisas que consegue. Todos temos o direito de nos expressarmos e sermos nos mesmos. Valentões, quero que deem uma olhada no que vocês tanto odeiam em vocês mesmos que lhes faz querer machucar outra pessoa dessa forma. Vocês também podem crescer. Continuem espalhando amor, luz e gentileza uns para com os outros porque você nunca sabe quem mais vai precisar. Estou tão orgulhosa da sua bravura, Keaton e espero que nós todos consigamos confrontar os malvados desse mundo com tanta graça e atenção para com o amor como você. #keatonjones”

Porém, Lauren apagou o vídeo logo em seguida pois começaram a surgir várias acusações de racismo contra a mãe de Keaton após terem sido divulgadas duas fotografias em sua conta do Facebook, onde a mesma e Keaton estão com bandeiras normalmente associadas ao racismo nos EUA.

Terça-feira (12)

Lauren concedeu uma entrevista ao Page Six, onde ela falou sobre os seus planos para o Natal:

“Vou para Miami para ficar com minha família e relaxar. Sou cubana, então temos a Nochebuena, que é a essencialmente a véspera de natal. Todo ano eles fazem um… porco assado, mas não como mais porco, então não sei o que vou fazer! Bananas, uns platanitos! Ficarei satisfeita. Vou engordar muito, mas tudo bem.”

E revelou quais presentes de Natal daria para Ally, Normani e Dinah:

“Elas são tão diferentes. Para Ally, eu provavelmente daria um filhote de cachorro, pois sinto que ela é tão carinhosa… Não! Um filhote de gato é isso que ela precisa. Para Normani, eu daria algumas joias muito bonitas, um lindo bracelete ou brincos bonitos. Para Dinah, eu na verdade já comprei o presente. Comprei para ela um cristal, um cristal de quartzo rosa.”

Em seu Instagram, Lauren fez uma publicação sobre as eleições para Senador no Alabama:

Pleasepleasepleaseplease

A post shared by laurenjauregui (@laurenjauregui) on

“Porfavorporfavorporfavor”

Tradução da imagem:

“Eu não acredito que eu tenho que falar isso, mas todos vocês em Alabama POR FAVOR não votem no pedófilo. Por favor. VOTEM no Doug Jones !!!”

Quarta-feira (13)

Fifth Harmony foi a atração deste ano na Celebração de Caridade Anual, co-organizada pelo Musicians On Call, RIAA e Spotify, que aconteceu no 9:30 Club. Confira algumas fotos vídeos:


Nos bastidores do evento, o grupo recebeu a placa de platina por mais de 2 Milhões de cópias vendidas dos álbuns “Reflection” e “7/27”, Lauren fez uma publicação de agradecimento em seu Instagram:

“SOMOS PLATINUM DUAS VEZES!! Obrigadaaa RIAA Awards e ao Spotify por nos receber essa noite a plateia estava ótima e foi uma honra receber essa nova PLACA para a nossa coleção. Um milhão de unidades vendidas de cada álbum que número surreal. Obrigada a cada um de vocês pelo apoio.”

Saiu uma entrevista que Lauren concedeu à revista Forbes, onde ela fala sobre sua futura carreira solo, que você pode conferir completa e traduzida aqui.

Quinta-Feira (14)

A Billboard divulgou uma lista com as 100 Melhores Músicas de 2017, “Strangers” está nesta lista e Lauren fez publicações em suas redes sociais agradecendo:

@billboard: “Sua música favorita entrou para a lista? Aqui estão as nossas 100 Melhores Músicas de 2017. Escolha dos críticos”
Lauren: “Que honra estar nessa lista wow ❤️❤️❤️❤️❤️❤️ obrigadaaaa queridosss”

“Que honraaa 😍😍😍@billboard obrigadaaa ❤️💞❤️ e @halsey obrigada por me colocar na música, eternamente grata 💞”
Tradução da imagem: “A favorita da nossa equipe do último álbum da Halsey, essa imponente faixa, produzida Greg Kurstin, estilo pop sintetizado, foi a auto descrita punhalada da cantora de 23 anos para ter uma música de amor entre mulheres nas rádios pop. Por enquanto, permanece como uma autêntica faixa do álbum (teve seu pico na posição 100 da Hot 100 na sua única semana na parada) mas certamente não há falta de química entre Halsey e sua parceira de dueto. Quando Lauren Jauregui do Fifth Harmony toma as rédeas no verso dois, amor desesperado ressoa de sua voz rouca, suficiente para combinar com a busca de Halsey no começo (“Ela não beija na minha boca mais”) e canalizar todo um relacionamento passível de finais severos.”

Saiu mais uma entrevista que Lauren concedeu nos bastidores do #Z100JingleBall, dessa vez para a Capitol One, confira:

Sexta-feira (15)

Na madrugada de quinta (14) para sexta, foi ao ar a performance de Fifth Harmony para o especial de Natal do programa Showtime at the Apollo, onde elas cantaram a música “Can You See” do filme “The Star”, confira:

Saiu um vídeo da Lauren no especial iHeart Radio Jingle Ball da emissora de TV norte-americana CW Network:


“Minha avó me deu um sutiã uma vez, mas não era um sutiã comum, era um sutiã sexy. Eu fiquei tipo, ‘Abuela? Você me deu um Victoria’s Secret?!’”

Fifth Harmomy fez uma visita em um dos hospitais pediátricos do “Children’s Healthcare of Atlanta”, um grupo de hospitais que se juntou, tornando-se assim um dos maiores sistemas pediátricos nos Estados Unidos.

Sábado (16)

Durante a madrugada de sexta (15) para sábado, o nosso girl group favorito subiu ao palco do #Power961JingleBall/ #JingleBallATL, em Atlanta, para mais uma apresentação maravilhosa. Confira algumas fotos e vídeos:




E mais uma vez Lauren se juntou à cantora Halsey no palco para performar “Strangers”, confira o vídeo:

Depois que Hollywood foi “bombardeada” por várias acusações de abuso e assédio que atrizes, como Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow, Cara Delevigne e Rose McGowan, fizeram contra o produtor de cinema Harvey Weinstein, a Hashtag #MeToo vem sendo usada nas redes sociais por pessoas de várias partes do mundo para relatar casos de abuso. O movimento ganhou força depois de a atriz Alyssa Milano (da sitcom “Who’s the Boss?”) pediu para que as vítimas, de qualquer tipo de abuso e/ou assédio, se pronunciassem em demonstração de solidariedade. Celebridades como Lady Gaga, Anna Paquin (do filme “X-men”) e Evan Rachel Wood (da série “Westworld”) aderiram ao movimento para mostrar apoio à todas as mulheres – e alguns homens- que estão contando suas histórias através da Hashtag, que já foi usada mais de 200 mil vezes nas redes sociais.

Lauren fez uma publicação em seu Twitter sobre o assunto:

“Um alô para todas as mulheres lindas e fortes que contaram ao mundo as suas histórias usando #metoo. Um alô para todas as mulheres incríveis que ainda estão sofrendo em silêncio. Um alô para os homens que foram vítimas. Alô para aqueles que acreditam na gente.”

“Para aqueles que são silenciosos e recusam confrontar sua dor. A cultura do estupro nos fez uma sociedade de #metoo [eu também]. Cada mulher que eu conheço tem uma história ou alguma amiga que tenha. Muitas mulheres algumas das mais fortes que eu conheço, tiveram que descobrir como navegar num sistema que não acredita nelas.”

“Um sistema que as culpa porque elas deviam ter lidado melhor com uma situação que elas não pediram. É por isso que educar as crianças e uns aos outros sobre consentimento é tão essencial. Eu aprecio cada voz que foi em frente. Ver esses espaços de criatividade tornarem-se livres de abuso,…”

“…lentamente, mas tornarem-se, é realmente satisfatório. Eu lidei com abuso a minha vida toda de múltiplas pessoas/estranhos (especialmente quando a fama veio) e mesmo durante a época do ensino médio. Estou tão feliz que “superar isso” ou “meninos são meninos” não é mais suficiente para desculpar abuso.”

“Estou tão feliz que estamos reconhecendo essas coisas e honrando as dores e verdades uns dos outros. Estou orgulhosa de cada humano afetado pela dor de ser violado e derrotado. Chega de silêncio. Enviando amor para todos 💞❤💞.”

Ela também respondeu esse tweet:

@ShinyStew: “Teve uma garota que disse que não entende por algumas pessoas especialmente “celebridades poderosas” esperariam tantos anos para falar sobre o que havia acontecido com elas e que hoje em dia era muito fácil culpar alguém por abuso sexual 😩”
Lauren: “Bem ela é um pouco ignorante. Todas estão falando agora por causa de uma onda de reconhecimento que nunca esteve disponível. Muitas de nós tivemos que nos calar porque essas pessoas que estavam abusando eram incrivelmente poderosas com influência sob as carreiras inteiras delas. A história também diz que quando uma mulher tenta fazer isso, ela é completamente destruída. Olhem o que as pessoas fizeram com Amber Heard… acho incrível que podemos inspirar-nos uns aos outros para reconhecer a verdade. Uma verdade proeminente na nossa sociedade por ANOS e anos.”

Domingo (17)

Lauren postou em seu Twitter uma reclamação para companhia aérea American Airlines, após sua mala ser extraviada:

“AINDA precisa ser entregue na minha casa depois de 3 dias de inconveniências porque preciso esperar 4-6 horas. Disseram e reafirmaram que [a mala] estaria aqui às 11, agora não vai chegar até as 3 da manhã. Inacreditável. Você absolutamente me perdeu para sempre. TAMBÉM não atende telefonemas e desligou na minha cara duas vezes.”

“@AmericanAir você teve o serviço mais merda por anos mas eu NUNCA passei por esse nível de ZERO profissionalismo. Colocou minha mala no voo errado, falhou em me entregar a tempo naquele dia, disse que havia sido colocada num outro voo que não havia, e eu cheguei aqui [em casa] 4 horas depois de pousar.”

Siga o nosso Twitter: @laurencombr

Comentários

comentários